make action GIFs like this at MakeaGif
Fique por dentro
recent

Clique na imagem e conheça os produtos Hinode

MG: Homem é preso por tortura após agredir e raspar a cabeça da mulher

A vítima, de 36 anos, foi forçada pelo homem a sentar em uma cadeira com a filha de 1 ano no colo enquanto tinha os cabelos cortados

Está detido no presídio de Bom Despacho, na região Centro-Oeste do Estado, um homem de 28 anos que torturou e agrediu a sua mulher na manhã de quarta-feira (13). A vítima, de 36 anos, levou socos e chutes do homem e, diante de ameaças, foi forçada a sentar em uma cadeira e ter o cabelo raspado com a filha de 1 ano no colo.

O TEMPO conversou com a delegada Angelita de Oliveira, que prendeu o suspeito em flagrante pelo crime de tortura. Segundo ela, a Polícia Militar (PM) foi acionada na casa onde o casal vivia com o pai da mulher, no bairro Santa Rita, por volta das 7h30.

"Eles estão casados há cinco anos e já há muito tempo ela vem sendo agredida por ele. Inclusive, no Natal ela chegou a ter o braço quebrado por ele. Mas acontece que ela tinha medo e, por isso, nunca o havia denunciado pelos crimes, sempre dava uma chance", detalha a policial. Segundo a vítima, o homem bebe, mas no dia da tortura ele já acordou transtornado e passou a agredi-la.

A reportagem teve acesso ao vídeo do depoimento da mulher, que contou que há cerca de 15 dias o companheiro vinha dizendo que iria cortar o seu cabelo. Nesta quarta, o suspeito falou que queria que ela mudasse da casa do pai com as filhas, de 1 e 3 anos.

"Ele perguntou se eu preferia então cortar o meu cabelo. Foi então que ele me deu um tapa na cara com a minha menina no colo, me forçou a sentar na cadeira e raspou meu cabelo", lembrou a vítima. Questionada pelo perito se o marido bebe, a mulher confirmou, mas disse que ele nunca fala o porquê de estar batendo nela. "Ele não fala por que, só diz que eu estou errada", completa.

Depois disso, o suspeito ainda ateou fogo no cabelo que cortou e em algumas roupas de sua mulher. Antes de sair de casa, ele ainda ameaçou de matar ela e o pai caso ela saísse de casa para denunciá-lo. Com a chegada dos policiais, a agredida relatou que o suspeito a agrediu e que não queria denunciá-lo por medo de apanhar mais.

Após diálogo, a vítima concordou em indicar o local do trabalho do homem, onde ele foi preso em flagrante. O crime de tortura tem pena de 2 a 8 anos de prisão.
soudaquimanga

soudaquimanga

Nenhum comentário:

Postar um comentário

by: soudaquimanga (2011-2015) - Manga, MG. Tecnologia do Blogger.