Fique por dentro
recent

Clique na imagem e conheça os produtos Hinode

Norte de Minas: Tenente da Polícia Militar é assassinado em sua própria casa

Antes de morrer, militar baleado dentro de casa conta quem atirou e faxineira é presa. Segundo a Polícia Militar, a mulher foi contratada pela vítima após postar um anúncio oferecendo serviços de limpeza em um site; namorado dela também participou do crime e foi preso.

A faxineira presa suspeita de planejar e participar do latrocínio do tenente do quadro de reserva da Polícia Militar foi contratada pela vítima após postar um anúncio oferecendo os serviços de limpeza em um site de empregos. Juvenal Afonso de Araújo, de 77 anos, foi atingido por cinco tiros dentro de casa, nessa terça-feira (28), em Montes Claros. Segundo Polícia Militar, antes de morrer, a vítima conseguiu falar o nome da suspeita e contou que o número do celular dela estava guardado em uma agenda.

“A guarnição que esteve no local disse que ele conversou com o Samu e passou as informações da autora”, explicou o tenente Welton Pereira Lopes. A vítima morreu após dar entrada no hospital. A mulher agiu com namorado dela, de 21 anos; os dois fugiram com o carro do militar e foram presos na BR-365 após uma operação de cerco bloqueio. Durante a abordagem, houve troca de tiros e a faxineira tentou se passar por refém.

“A mulher, utilizando a arma que foi roubada do militar, atirou contra a viatura. Para contê-los, os policiais atiraram no carro em que eles estavam. Ela desceu do veículo com as mãos para cima se passando por refém. Em seguida, eles confessaram o assassinato e a dinâmica do crime. Ainda não sabemos qual seria a rota de fuga do casal”, disse o tenente.

De acordo com a Polícia Militar, a mulher é natural de Atibaia (SP) e é funcionária de uma empresa de telefonia de Montes Claros. Ela não tem passagens pela polícia; já o namorado cumpriu pena por tráfico de drogas em São Paulo e tem passagens por receptação, em Montes Claros. Eles estavam juntos há quatro meses e moravam no Residencial Sul.
Dinâmica do crime

O namorado da faxineira contou à PM que amarrou as mãos da vítima com um pedaço de fio para procurar objetos de valor pela casa. O militar conseguiu se soltar e, ainda conforme a polícia, houve luta corporal. Ele foi atingido por cinco disparos na região da cabeça, pescoço, costas e peito.

Câmeras de segurança flagraram a movimentação dos envolvidos. A Polícia Civil irá investigar o caso. “Os envolvidos usaram da fragilidade de um idoso para premeditar o crime. Eles não relatam o motivo de terem matado o militar, mas para nós, como consideramos o crime de latrocínio, roubo seguido de morte, acreditamos que a motivação seja por vantagem econômica. Fica demonstrada a frieza deles e o objetivo de levar, a qualquer custo, os bens do tenente. O homem usou a arma do militar para atirar contra ele”, detalha. A vítima morava sozinha em uma casa no Bairro Santa Rita e contratou os serviços de faxinas por três dias consecutivos pelo valor de R$ 150.

Os suspeitos foram levados para a delegacia de plantão e, segundo a polícia, responderão por crime de latrocínio e tentativa de homicídio. A arma e o carro do militar estão na perícia para a realização dos laudos necessários para o prosseguimento do inquérito. O militar se aposentou em maio de 1990.
soudaquimanga

soudaquimanga

Nenhum comentário:

Postar um comentário

by: soudaquimanga (2011-2015) - Manga, MG. Tecnologia do Blogger.