Fique por dentro
recent

Clique na imagem e conheça os produtos Hinode

10 dicas infalíveis para você melhorar a sua caligrafia

Hoje em dia, cada vez mais usamos notebooks, tablets e smartphones para fazer nossas anotações, principalmente depois que acabamos nosso período escolar. O resultado disso é que cada vez mais pessoas estão com as letras horríveis e com dificuldades para encontrar a melhor maneira de melhorar a caligrafia.

A prática da escrita manual é fundamental, e o uso de um caderno de caligrafia também. Porém, existem alguns truques na hora de incrementar a qualidade de sua escrita. Pegue um papel e uma caneta e anote tudinho:

1. Saiba escolher a caneta

Existem diferentes opções no mercado, mas você deve selecionar aquela que mais se adequa ao seu estilo de escrita. Neste quesito não existe uma fórmula mágica: pode ser uma desde uma esferográfica comum até uma caneta “da NASA”, contando que ela entregue no papel a ideia que você quer passar. Talvez sejam necessários alguns testes até você encontrar a caneta perfeita.

2. Como segurar a caneta

A escrita precisa ser natural, então é necessário que você aprenda a segurar a caneta sem a necessidade de muito esforço físico. O ideal é que você a segure de maneira bastante firme para que ela não deslize fora do traçado das letras, mas que essa firmeza seja “suave”. Se você apertar demais a caneta, as pontas das suas unhas ficarão brancas e você estará fazendo isso errado.

3. Aquecimento

Caso você esteja enferrujado na arte da escrita manual, talvez seja necessário fazer um aquecimento para reaprender os movimentos necessários. Nesse caso, você pode começar desenhando círculos e ondinhas, terminando com repetições de letras até pegar a prática.

4. Escolha a melhor posição do papel

Na escola, muitas vezes aprendemos que temos que segurar o caderno ou o papel na vertical na hora da escrita, porém, isso não funciona para muita gente. Então, que tal procurar a melhor posição para você? Veja em qual direção você costuma escrever melhor, vire o caderno e seja feliz!

5. Direção e alinhamento

Escreva um parágrafo normalmente e depois identifique os problemas. Muita gente costuma ter a letra mais inclinada, e isso não é um problema desde que a inclinação não atrapalhe na leitura. Caso seja muito acentuada, você pode tentar a opção acima (a de mudar a posição do papel) ou treinar letras mais retas. O mesmo pode ser feito com o alinhamento do parágrafo: o ideal é que sejam simétricos e alinhados.

6. Espaçamento

Depois de escrever um parágrafo, analise os espaçamentos. É ideal que entre cada palavra caiba a letra “o”, conforme a ilustração. Espaços maiores ou menores indicam uma falta de domínio da escrita. Também é importante que as letras de cada palavra não fiquem muito juntinhas, para facilitar a leitura.

7. Tamanho das letras

Outra dica preciosa é ficar atento ao tamanho das letras: as maiúsculas devem ter o mesmo tamanho, assim como as minúsculas. Além disso, é preciso treinar para criar um tamanho ideal, principalmente quando se escreve em cadernos. Usar metade do espaço entre uma linha e outra pode ser um caminho inicial. Lembre-se que letras muito miudinhas também atrapalham a leitura.

8. Pressão

Outro ponto a ser analisado em sua escrita é a quantidade de tinta deixada nas palavras. O ideal é que o traçado possua a mesma intensidade em todo o texto. É comum, porém, que a gente comece a escrever pressionando mais a caneta e termine com ela mal se encostando ao papel. Treine bastante, inclusive com diferentes intensidades, para chegar àquela escrita que mais te agrada.

9. Musculação correta

A maioria das pessoas utiliza os músculos do punho e dos dedos para fazer a sua escrita, mas eles ficam fatigados com maior facilidade. Uma escrita ideal é feita através dos movimentos do antebraço e do ombro, com a mão sendo apenas um apoio para a caneta. No começo, esse exercício pode parecer difícil e gerar letras ainda mais feias, mas esse tipo de escrita usa músculos que se cansam com menos facilidade, podendo sustentar a escrita por mais tempo e com maior qualidade – principalmente depois que você adquire o hábito.

10. Treine no ar

O item acima pode ser difícil de ser implementado, mas existe um truque para aprimorar os músculos: escreva no ar! Sabe quando você toca uma guitarra imaginária? Então, o princípio é o mesmo com a escrita, com você usando seu dedo como se fosse uma caneta para escrever palavras no ar e trabalhar os músculos do braço e do ombro.

Essa pauta foi sugestão do Matthews Santos. Obrigado, Matthews! Espero que estas dicas sirvam para você tanto quanto serviram para mim. E sinta-se à vontade para sugerir ideias sempre que quiser. A opinião de nossos leitores é importantíssima para a gente! 
soudaquimanga

soudaquimanga

Nenhum comentário:

Postar um comentário

by: soudaquimanga (2011-2015) - Manga, MG. Tecnologia do Blogger.