2015 vem aí...

Image and video hosting by TinyPic

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

# Enquanto isso no Brasil...


Manga: encontro com a modernidade (10) – RUA DO CASCAVEL

Rua do Cascavel (Tv. 24 de Outubro). 
Ao fundo o primeiro mercado público 
de Manga. A direita, a casa do primeiro 
prefeito do município, 
Anfrísio Lima (atualmente é sede do 
cartório eleitoral).
A Rua do Cascavel, ainda pouco conhecida pelo seu nome oficial: Travessa 24 de Outubro, foi a primeira e única rua operária de Manga. Além de abrigar funcionários da CMIE, sinônimo de status social em uma sociedade ainda baseada, sobremaneira, em modos de vida tradicional, a Rua do Cascavel foi palco de inúmeros e inusitados eventos envolvendo seus moradores. A “brabeza” reinante deu origem à denominação que a fez reconhecida pelos moradores de ontem e de hoje.

Leia um trecho do livro: Manga – encontro com a modernidade

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

# Enquanto isso no Brasil...


Manga: encontro com a modernidade (9) – TRADIÇÃO E MODERNIDADE

Com a Companhia Manga surgiu a 
primeira classe operária do município.
Na primeira metade do século XX, a população de Manga experimentou as fronteiras entre o local, o tradicional e o moderno. No livro Manga – encontro com a modernidade foi possível refletir sobre a importância da história, refletida nos modos de vida tradicionais, e, de algum modo, a inevitabilidade da modernidade, modo de vida típico do mundo ocidental. O trabalho forma, sobretudo promovido pela CMIE, é um bom exemplo deste “jogo” entre o comunitário e as expectativas do amanhã.

Leia um trecho do livro: Manga – encontro com a modernidade

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

# Enquanto isso no Brasil...


Manga: encontro com a modernidade (8) – PESSOAS DE PRIMEIRA E PESSOAS DE SEGUNDA

As relações sociais em Manga 
passaram, na primeira metade do século XX, a 
serem caracterizadas por uma hierarquia
 que excedia os aspectos políticos e econômicos
Uma das discussões privilegiadas no livro Manga – encontro com a modernidade foi os modos de vida dos moradores de Manga. As relações sociais, pautadas pelas heranças familiares e comunitárias, dando o tom da tradição, foram rivalizadas com o domínio imposto pelos coronéis Bembém e João Pereira e o seu restrito grupo social. Surgiu, a partir daí, os grupos: pessoas de primeira e pessoas de segunda.

Leia um trecho do livro: Manga – encontro com a modernidade

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

# Enquanto isso no Brasil...


Manga: encontro com a modernidade (7) – O “BARULHO” E O CRESCIMENTO DE MANGA

Dona Morena, aos 94 anos, lembra do
 episódio: “Disse que a mulher que 
se chamava Lulu escreveu de uma política 
para outra. Então, isto rendeu: quando foi 
a meia-noite a Carinhanha estava
 cercada de jagunço – naquele tempo 
era jagunço –, e aí nós corremos pra aqui.”
No livro Manga – encontro com a modernidade são feitas várias reflexões quanto aos processos de ocupação do que hoje conhecemos como município de Manga. Sabe-se que a cerca 9.000 antes do presente (A.P.) já existiam humanos nesta região. Nas décadas de 1910 e 1920, um violento conflito entre coronéis em Carinhanha, Bahia, conhecido historicamente como Barulho, contribui para aumentar a população de Manga.

Leia um trecho do livro: Manga – encontro com a modernidade

domingo, 25 de janeiro de 2015

# Enquanto isso no Brasil...


Manga: encontro com a modernidade (6) – OLEGÁRIO COMO SÍMBOLO DA MODERNIDADE

Dona Dazinha reflete muito bem a 
importância da educação pública nos 
processos de modernização de Manga:
 “A única melhora que teve foi a escola:
 o Olegário Maciel. No tempo de 
Valadares, Assis Chateaubriand, desse povo aí. 
Foi melhorando. Não tinha escola, 
só tinha escola noturna.”
A modernidade em Manga não era percebida apenas por meio dos aspectos políticos e econômicos, embora estes fossem preponderantes. A E.E. Presidente Olegário Maciel, inaugurada em 1934 e construída com recursos próprios do coronel Bembém se tornou símbolo das mudanças porque passava Manga na primeira metade do século XX.

Leia um trecho do livro: Manga – encontro com a modernidade

Clique na imagem e dê a sua opinião

Dê a sua opinião:

Qual a sua expectativa em relação à Manga nos próximos 4 anos?
Se transformará em um dos municípios mais prósperos da região
Não haverá mudanças expressivas em comparação com a realidade atual
Enfrentará mais problemas do que atualmente
Outro